apresentação


testo de bom dia


" Não quero ser na tua vida o início do fim, nem o fim de um começo, mas o início de um começo sem fim."

Bem Vindos

Bem Vindos ao Cantinho Poético

domingo, 2 de junho de 2013

2

Desamparo

Desamparo 

 Digo-te que podes ficar de olhos fechados 
sobre o meu peito, 
porque uma ondulação maternal 
de onda eterna 
te levará na exata direção 
do mundo humano. 
 Mas no equilíbrio do silêncio, 
no tempo sem cor e sem número, 
pergunta a mim mesmo 
o lábio do meu pensamento: 
 quem é que me leva a mim, 
que peito nutre a duração desta presença, 
que música embala 
a minha música que te embala, 
a que oceano se prende e desprende 
a onda da minha vida, 
em que estás como rosa ou barco...? 

 Cecília Meireles

2 comentários:

  1. oO que amamos está sempre longe de nós:
    e longe mesmo do que amamos_ que não sabe
    de onde vem, aonde vai nosso impulso de amor.

    O que amamos está como a flor na semente,
    entendido como medo e inquietude,talvez
    só par em nossa morte está durando sempre.

    como as ervas do chão, como as ondas do mar,
    os acasos se vão cumprindo e vão cessando
    Mas, sem acasos, o amor límpido e exato jaz
    não necessita nada o que em si tudo ordena;
    cuja tristeza unicamente pode ser
    o equivoco do tempo, os jogos da cegueira

    COMO SETAS NA ESCURIDÃO.
    CECILIA MEIRELES

    ResponderExcluir
  2. Gratidão Sementes da Vida pelo belo poema de Cecília Meireles e pela sua carinhosa participação em meu Blog de Poesias.
    Volte sempre!
    Guerreira do Águia

    ResponderExcluir

**************Seja Bem Vindo(a)! Deixe seu comentário ou sugestão. Obrigada